Família Rondina

Se você pertence à Família Rondina, vai gostar de aprender um pouco mais sobre o contexto em que ela foi formada. Vale a pena conferir os dados registrados abaixo.

O sobrenome Rondina, assim como tantos outros, não surgiu no Brasil, por uma simples razão de que o Brasil foi colonizado e habitado primeiramente por estrangeiros. Dessa forma, os sobrenomes vêm de outros países e acabam ganhando popularidade uma vez que os imigrantes fizeram do Brasil sua nova morada.

Origem da Família Rondina

O sobrenome Rondina é considerado patronímico e de origem italiana. Segundo os genealogistas ele surgiu a partir de uma alcunha, nome informal que caracteriza as pessoas por se parecerem com algo, alguém ou por causa do oficio que exerciam.

De acordo com os registros históricos, a palavra Rondine foi originada a partir da palavra italiana que provem do latim “hirundo” cujo significado é andorinha. Provavelmente, a pessoas que receberam essa alcunha tinha uma vida sem rumo, eram rápidas e migravam sempre.

Nessa época, era comum as residências serem representadas como “Casa dos Rondine” e desse modo esse nome passa por algumas modificações e se transforma no sobrenome Rondina que é repassado a todos descendentes dessa família.

Curiosidades

Vinculado ao contexto do período, era comum as famílias morarem em feudos e ficarem fixas a esses lugares até morrer. Porém, no caso da família Rondina eles migravam. A única hipótese para esse fato seria a busca por lugares melhores.

Variantes do Sobrenome Rondina

A família Rondina pode ser considerada nômade, pois vivia migrando. Sendo assim ela foi registrada com algumas variações. Dentre as mais representadas são conhecidas como Rondinello, Rondinelli, Rondini, Rondinini e Rondina.

Brasão da Família Rondina

O brasão da Família Rondina é todo detalhado. O timbre é representado por um pássaro negro que está sobre um virol vermelho com preto. Por baixo temos o elmo de metal, destinado a proteger a cabeça dos soldados nas guerras.

brasao-sobrenome-familia-rondinaAs paquifes, tecidos sobre o elmo são da mesma cor do virol. Nos suportes tem a representação de dois leões amarelos ferozes. O escudo tem o formato oval na parte inferior. Seu esmalte é todo amarelo e na parte central tem o desenho de seis pássaros pretos no formato de cacho de uva, pois começa com três e termina com um. Os pássaros pretos representam as andorinhas.



Este site lhe foi útil? Clique no G+1. É muito importante pra nós. Obrigado!
Compartilhe com seus amigos...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Deixe um comentário