Família Ramalho

O sobrenome Ramalho não é incomum, apesar de não ser muito popular, devido à forte presença de espanhóis e portugueses em nosso país. Temos representantes famosos com esse sobrenome, como os cantores Elba Ramalho e Zé Ramalho. A origem é antiga e vem de Portugal, e há registros que datam do século VX. Confira a seguir algumas informações sobre a origem do sobrenome Ramalho, curiosidades e modelo do brasão da família.

Origem da Família Ramalho

            É uma família portuguesa bastante antiga e importante. Em São Paulo temos a figura histórica de João Ramalho (que dá nome a uma rua no bairro de Perdizes), natural de Viseu, Capitão Mor de São Paulo no ano de 1562. Casou-se em Portugal com Catarina Fernandes, em 1510. De acordo com documentos históricos, ele viveu mais de 90 anos, uma longevidade admirável para a época.

Nobre, ele aparece em citações de cronistas, cartas de jesuítas e escritores. Deixou diversos filhos, inclusive fora do casamento, uma de suas amantes preferidas era uma índia chamada Bartira. Ele foi um dos primeiros empresários mais bem sucedidos brasileiros, já que ele atuava com o tráfico de escravos e índios no interior.

Já houve a tentativa de fazer uma árvore genealógica na família, mas esse é um feito muito difícil de ser realizado, pois são incontáveis filhos, netos e bisnetos. João Ramalho era judeu sefaradim, que são os originários de Portugal e Espanha, e muitos esconderam as suas origens por motivo de perseguição.

Curiosidades do sobrenome Ramalho

            Pessoas com sobrenome Ramalho são encontradas em vários estados brasileiros. No nordeste, há registros nos seguintes locais: Bahia, Pernambuco, Alagoas, Paraíba e Ceará. No sudeste, aparecem em: Minas Gerais, São Paulo, Espírito Santo e Rio de Janeiro. Há registros também no Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Tocantins. 

Variantes do sobrenome Ramalho

O sobrenome Ramalho possui algumas variações de ortografia, como: Ramali; Ramante; Ramann; Ramani; Ramallo; Ramalo; Raman e Ramana.

Brasão da Família Ramalho

            O brasão da família Ramalho tem um cavaleiro com armadura representando a valentia. As cores predominantes são vermelho, rosa, branco, azul e amarelo. No escudo vemos na primeira e na quarta divisão seis meias luas vermelhas, e na segunda ou na terceira parte, leões na cor rosa, simbolizando a púrpura.



Este site lhe foi útil? Clique no G+1. É muito importante pra nós. Obrigado!
Compartilhe com seus amigos...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

34 Comentários

  1. Celma says:

    Sou Celma Ramalho de Souza, Paraiba, nas moro em São Paulo. Meu pai Antônio Batista Ramalho é de Conceição do Piancó e segundo ele somos primos de Elba e Ze Ramalho. Tenho curiosidade sobre esse lado da família e estou pesquisando.

  2. adalberto lima ramalho junior says:

    Muita bacana saber a origem da família ramalho, eu sou Adalberto ramalho junior meu avo era Joaquim ramalho morava em fortaleza ceara. mais um ramalho. Moro em macapa ap.

  3. Jair Ramalho says:

    Sou jair ramalho moro aqui em caraubas RN meu avô era José Pedro ramalho e tinha os irmãos canindo Pedro ramalho Vicente Pedro ramalho Félix Pedro ramalho liandro Pedro ramalho André Pedro ramalho meu avô José Pedro ramalho casou-se com Matilde Eliza Oliveira morava na faz.língua de vaca caraubas RN só que Félix e Vicente os dois foram em boa pra Amazônia e nunca mas deram notícia

  4. Sou dos Ramalho do Norte de Minas na cidade de Araçuai e minha bisavó se chamava Mariana Ramalho, filha de José Ramalho (origem desconhecida).
    Muito feliz de encontrar parte dessa grande família. Vamos puxar a árvore genealógica.

  5. Ivone Ramalho says:

    Gostaria muito de conhecer sobre a familia Ramalho……….

  6. NadjaRamalho says:

    Quem quiser conversar mais sobre nossa família, segue meu e-mail nadjakarolaynyramalho@gmail.com

  7. NadjaRamalho says:

    Olá também gostaria de saber sobre a família Ramalho, me chamo Nadja Ramalho sou do Rio Grande Do Norte

  8. NadjaRamalho says:

    Olá também gostaria de saber sobre a família Ramalho, me chamo Nadja Ramlho sou do Rio Grande Do Norte

  9. Willian Ramalho says:

    Antiga e importante família, de origem portuguesa, estabelecida em São Paulo, para onde passou João Ramalho, de Viseu, Capitão Mor de São Paulo, 1562, filho de João Vieira Maldonado e de Catarina Afonso. Casado em Portugal, em 1510, com Catarina Fernandes, chegou à S. Vicente, antes de 1513. Fundador, em 1550, da povoação de Santo André da Borda do Campo. A nobreza paulista se entrelaça na descendência de João Ramalho, que teria vivido mais de 90 anos. João Ramalho foi descrito por escritores, cronistas e cartas de jesuítas. O soturno degredado fugitivo ou náufrago João Ramalho tinha, entre muitas concubinas, a índia Bartyra, portanto sem o controle de registros documentais que eram inexistentes na época é difícil definir quais os filhos de Bartyra. O pirata Ulrich Schimedel em 1553, ao passar por Santo André, conta que achou João Ramalho no sertão, escravizando índios. Aliás, o tráfico de escravos que ele inaugurou, fez São Vicente conhecida como Porto dos Escravos, graças a João Ramalho, e São Paulo era uma cidades mais importantes do sul do Brasil. Em 1553 o padre Manoel da Nóbrega dizia que a vida de Ramalho era uma “petra scandali”, pois tem muitas mulheres e ele e seus filhos andam com as irmãs (de suas esposas) e tem filhos delas. Vão à guerra com os índios e seus gestos são de índios e assim vivem, andando nus como os mesmos índios. Ele é o patriarca dos mamelucos que gerou uma série de filhos mestiços que mais tarde comporiam as bandeiras paulistas e revelariam violência inigualável na escravização dos indígenas do sertão.
    Pela história, João Ramalho foi o primeiro empresário bem sucedido no Brasil, pois era tão influente e poderoso com seu tráfico de escravos e controle sobre os índios do interior que Martim Afonso, em 1533, o faz Guarda-Mor da Borda do Campo. E tem tantos filhos, netos e bisnetos que se torna difícil tartar da genealogia de seus descendentes, apesar dos escritos de Pedro Taques. Quando a Inquisição inicia a perseguição aos judeus no Brasil, o mameluco de Santo André ameaça: “acabarei com a Inquisição a frechadas”. Os fatos se incumbem de demonstrar aos descendentes de João Ramalho que a fera não se deixa matar tão facilmente, pois João Ramalho era um judeu sefaradim. No nordeste, os ramalhos predominam na Bahia, na Paraíba, no Ceará, em Alagoas e em Pernambuco. Há destaques dessa família no meio artístico, tais como: José Ramalho, João Ramalho e Elba Ramalho. Em Parnamirim, há Ramalho por associação à Freire, Sampaio, Sá e Costa, descendentes dos primeiros governantes do nordeste, principalmente capitães do mato, capitães de rios, tenentes e majores de terras do interior.

    Espero ter ajudado a todos Att: Willian Ramalho

    • Cinderella miranda ramalho says:

      É um lamentável histórico de escravizar os indígenas 🙁 .
      Mas muito bacana a sua colaboração.
      Se puder passar seus pais, avós e bisavós Ramalho, quem sabe vamos montando a árvore genealógica da família…

  10. Rubens Ramalho Leal says:

    Olá para todos da família Ramalho. Alguém possui parentesco com Manoel Ramalho? Meu avô Bruno Ramalho, filho de Manoel Ramalho, foi do Ceará para o interior do Amazonas (Tefé/Carauari) onde tinha seringais. Casou-se com a paraense Salamberga Izabel, onde tiveram os filhos José Maria, Manoel, Terezinha de Jesus, Eunice, Bento Carlos, Irene. Gostaria de saber mais sobre a história da família Ramalho. Abraço

  11. Cinderella miranda ramalho says:

    Olá Ramalhos 🙂
    Vou deixar aqui uma parte da minha família Ramalho, para quem sabe vocês encontrem a ligação e possamos ir montando a árvore genealógica da família.
    Meu bisavô era Otávio Ramalho, irmão do João Ramalho (da India Bartira) .
    Tenho uma tia avó que é a Ligya Ramalho que é neta direta do João Ramalho. Eram 3 irmãos casados com 3 irmãs.
    Meu avô era o Zacheu Ramalho.
    Tem o pessoal que é do Nordeste que é da família também (incluso aí o Zé Ramalho e a Elba).
    Tenho mais informações porque um primo escreveu 2 livros sobre a família, vou tentar colocá-los no grupo pra fazer a ligação melhor.
    Abraço a todos!!
    Cindy Ramalho

    • Jó Ramalho says:

      Oi Cindy. Me interesso muito pelos livros que mencionaste. Sou Ramalho também, mas do Norte da Argentina, e gostaria de saber mais sobre nossas origens. Meu e-mail é jojoramalho@yahoo.com.br

    • Marcela Ramalho says:

      Cinderela, sou Marcela Ramalho de Mato Grosso. Meu avô, José Ramalho veio de Minas Gerais. Me interessei pelos livros. Gostaria de ter acesso aos livros. mrmarcelaramalho@gmail.com

    • Msrcia says:

      Olá Willian​ Ramalho.Sou por parte de mãe Ramalho.Meu avô Manuel Ramalho,já falecido.Moroy em Monte Santo MG. Incrível o assunto q vc descreveu.Quero ter acesso aos livros e história das famílias.pir favor me adiciona.Estamis tentando registrar tudo q temos sobre os Ramalhos nossos.pous todos estão indo deste mundo.As novas gerações querem guardar os dados.fazer nossa árvore genealógica.me adiciona por favor.

  12. maria arlete ramalho says:

    suo da familia ramalho de joao pessoa filho de arlete ramalho do povoado de gramame.1969. .giseuda paulino ramalho,maria arlete ramalho….

  13. Cindy Miranda Ramalho says:

    Sou Ramalho, onde uma grande parte reside me Paulo de Frontin – RJ. Lá existe um bairro Ramalho, é genial. E a origem é o João Ramalho com a India Bartira.

  14. Patricia Marques says:

    Ola sou mais uma curiosa que procura saber se os ramalhos existente por todo o mundo mais propriamente no brasil, se na verdade serao todos da mesma familia! Saudacoes a todos voces! Sou Ramalho De Portugal mais propriamente da cidade do porto! 😀

    • William says:

      Me chamo William Ramalho de Almeida

      Te respondo com firmeza, todos os Ramalhos Brasileiros são provenientes de uma única família que veio de Portugal!

      • Patricia says:

        Ola!! Respondendo ao teu comentario William….fantastico! Entao e uma familia enorme…o meu avô Joaquim Ramalho costumava dizer que a familia e muito grande que estavamos todos espalhados pelo mundo!!! Deves ser meu primo! Como muitos outros!!! Tenho orgulho em ter sobrenome Ramalho! E muito interessante e ao mesmo tempo triste aquilo que Joao Ramalho fez aos indios!! Vendendo os como escravos e tendo i clusive filhos da tal india de quem se apaixonou!! Pesquisei e vi que a nossa familia tem brasão. Sou Patricia Ramalho,vivo na europa, acredito que existe uma grande historia em volta deste sobrenome tao polemico!! Bj e abracos a todos os Ramalhos

        • FATIMA RAMALHO says:

          incrível, Patricia, meu avô também chamava joão Ramalho, pena que ele faleceu quando eu ainda era pequena, pouco sei da família
          ahh! somos primas, né?? rsrs

      • Msrcia says:

        Eu quero saber mais me adiciona.

    • FATIMA RAMALHO says:

      OII BOA NOITE
      ENTÃO SOMOS PARENTES
      SOU RAMALHO DA CIDADE DE BRAGANÇA PAULISTA – SÃO PAULO
      SEJAS BEM VINDA E ME ADICIONE EM SEU FACE, SE TIVER

      fanci1955@yahoo.com.br

    • FATIMA RAMALHO says:

      OII BOA NOITE
      ENTÃO SOMOS PARENTES
      SOU RAMALHO DA CIDADE DE BRAGANÇA PAULISTA – SÃO PAULO
      SEJAS BEM VINDA E ME ADICIONE EM SEU FACE, SE TIVER

  15. Silvio Ramalho says:

    Sou mais um curioso, querendo descobrir um pouco mais sobre meus antepassados…
    082981281018

  16. maria ap ramalho says:

    vem portugues joão ramalho que se casou com a india batira

  17. Joice Ramalho says:

    Pena não saber muito sobre meu sobrenome

  18. JORGE GOMES says:

    DOS 3 FILHOS HOMENS DE JOÃO RAMALHO EM BELÉM DO PARÁ, JOSÉ MARIA, JOÃO E JORGE. EMBORA NÃO TENHAM SIDO RECONHECIDOS EM FUNÇÃO DA LEI DA ÉPOCA(1940). UM TORNOU-SE MILITAR, OUTRO EMPRESÁRIO, E O CAÇULA ADVOGADO.
    SOMOS RAMALHOS, ANTES SÓ DE FATO, HOJE DE DIREITO.
    ABRAÇOS AOS PARENTES QUE NÃO TIVERAM CULPA.
    (91) 8271-2809 – Jorge

Deixe um comentário