Família Olympio de Melo

Se você pertence à família Olympio de Melo, vai gostar de aprender mais sobre seus antepassados. Confira a seguir os registros encontrados.

O sobrenome Olympio de Melo surgiu no Brasil, porém o patriarca dessa família tem seu antepassado ligado à colonização. Dessa forma, o sobrenome desse patriarca, assim como tantos outros, vem de outros países e acabam ganhando popularidade uma vez que os imigrantes fizeram do Brasil sua nova morada.

Origem da Família Olympio de Melo

O sobrenome Olympio de Melo tem sua raiz brasileira, mais precisamente no Piauí. Segundo os relatos históricos no ano de 1879, José Olympio de Melo criou um sobrenome e repassou a seus descendentes. Ele utilizou seu segundo nome, Olympio e o sobrenome Melo, criando a família Olympio de Melo.

Desse modo, podemos considerar esse sobrenome como patronímico já que foi uma derivação do nome de um membro da família. Todos seus filhos foram registrados com esse novo sobrenome. Um deles foi Mathias Olympio de Mello que ocupou o cargo de senador no Piauí.

Do sobrenome Olympio de Melo, embora tenha sua origem no Brasil, dados sobre a vida do patriarca dessa família não foram registrados em domínio público. O que encontramos foi que essa família tem uma grande influência na vida política do Piauí.

Curiosidades

O filho de Mathias, João Mendes Olímpio de Melo, também entrou para o mundo da política. Ele se formou para Engenharia Agronômica, foi prefeito de Teresina e posteriormente ocupou vários cargos importantes no Piauí. Seu filho, Guilherme Cavalcante de Melo, também seguiu os mesmos caminhos na política.

Variantes do Sobrenome Olympio de Melo

Sobrenome “Olympio de Melo” foi aportuguesado para “Olímpio de Melo”. Os descendentes dessa família provém de um único patriarca, desse modo não ocorreu mais variações no registro desse sobrenome.

Brasão da Família Olympio de Melo

O sobrenome da Família Olympio de Melo, comparada a outros, tem uma origem muito recente, por isso não foram encontrados nenhum registro de brasão dessa família. Por ser mais atual, o uso de brasões foi substituído pela passagem de artigos de pai para filho.

Os objetos mais marcantes e repassados são joias, móveis, registros, legados, fotos e heranças. Esses pertences costumam a ter um valor sentimental muito maior que o valor econômico.



Este site lhe foi útil? Clique no G+1. É muito importante pra nós. Obrigado!
Compartilhe com seus amigos...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Deixe um comentário