Família Bahiense

Se você é um Bahiense, saiba que o patriarca de sua família é um brasileiro que, por amor a seu estado, criou um novo sobrenome. Confira a seguir os dados encontrados a respeito dessa família tipicamente brasileira.

O sobrenome Bahiense é caracterizado como uma das exceções, pois surgiu no Brasil. Desse modo, não tem sua origem na Europa em épocas remotas. O portador dessa família, embora tenha sangue mestiço e provavelmente um sobrenome europeu proveniente de seus pais, decidiu criar um sobrenome tipicamente brasileiro.

Origem da Família Bahiense

O sobrenome Bahiense originou-se no Brasil como sendo uma forma de homenagear as pessoas que moravam na Bahia. Desse modo, pode ser considerado um sobrenome toponímico.

Provavelmente, o fundador dessa família residia na Bahia e era considerado um nacionalista. Como uma forma de mostrar seu amor pelo estado da Bahia transformou o adjetivo pátrio que é formado pela palavra Bahia mais um sufixo-ense que expressa origem ou procedência em sobrenome.

Assim, hipoteticamente surgiu o sobrenome Bahiense. O patriarca dessa família, como uma forma de deixar seu legado para seus descendentes, repassou esse sobrenome para seus filhos. Nesse contexto, a árvore genealógica dessa família deve ser pequena, pois se subtende que o sobrenome é recente.

Curiosidades

Os dados a respeito Família Bahiense ainda são poucos no domínio público. Os registros a respeito do patriarca dessa família não estão disponíveis. Segundo o pesquisador Aloysio Bahiense Junior o sobrenome é apenas uma variação de registros.

Variantes do Sobrenome Bahiense

O sobrenome Bahiense foi registrado no Brasil, sendo assim todos os registros encontrados até hoje possuem a mesma grafia. Dessa forma, todas as pessoas que possuem esse sobrenome têm alguma relação de parentesco com o fundador.

Brasão da Família Bahiense

A Família Bahiense foi originada recentemente, comparada a outras famílias que tem suas origens por volta do século XVII. Nesse contexto, o uso de brasões ficou arcaico e foi substituído.

Sendo assim, as famílias começaram a deixar para seus descendentes heranças, joias, quadros, legado, e outros objetos. A maioria das relíquias passadas de geração para geração possui um valor sentimental maior que o valor material.



Este site lhe foi útil? Clique no G+1. É muito importante pra nós. Obrigado!
Compartilhe com seus amigos...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

8 Comentários

  1. Queria ter mais informações sobre esse assunto, porque sou da família Bahiense e a maioria dos meus parentes conhecidos, são do sul do Espirito Santo, inclusive com uma ramificação Martins Bahiense, desde já agradeço a quem puder me informar mais dados sobre a minha família, que sinceramente conheço muito pouco.

  2. alberto says:

    UM FAMILIAR , POSTOU À MUITO TEMPO NO YOUTUBE UM BRASÃO DA FAMÍLIA BAHIENSE. A POUCOS DIAS, NOVAMENTE FOI POSTADO, E COMECEI A INVESTIGAR A PROCEDÊNCIA. ESTOU PROCURANDO ENTRE OS FAMILIARES, QUÉM MAIS TEM NOTÍCIAS DE SUA PROCEDÊNCIA. FAZENDO PESQUISA NESTA PÁGINA, ENCONTREI ALGUNS RESULTADOS PLAUSÍVEIS. POSTEI O BRASÃO NO FACEBOOK, E A PESQUISA QUE FIZ. CONTENTO-ME PELO QUE APUREI. ABRAÇOS FAMÍLIA.

  3. Amanda Baiense says:

    Os meus tataravos também eram portugueses e contam os antigos (o mais antigo completou 81 anos semana retrasada, fizemos a festa do supermem para ele conforme ele pediu, meu tio contava com orgulho a história da nossa horigem famíliar até 4 anos atrás quando ficou viúvo ), a família de hoje é muuuuuito grande, não conheço todos mas as vezes nos reunimos a parte de minha bisavó pra cá, tem a parte da irmã dela que não conheço (tenho mais de 150 tios que conheço e primos eu perdi a conta) que não são poucos apontaram como horigem desse nome também a Conjuração Bahiana e a maioria possui horigem Portuguesa. Temos também a mistura com Poloneses em uma parte de Espírito Santo que mesmo não citados encontrei uma vez uma foto com meus tataravós em um documento antigo.

  4. Rosilene Gabi Bahiense says:

    O meu avô , meu bisavô o meu tataravô tinham o sobrenome Bahiense e todos eles eram portugueses. como explicar que o nome veio da Bahía e não de Portugal ?

  5. Maria do Céu Bahiense Bauler says:

    Não, a família Bahiense originou-se através de pessoas que participaram da Conjuração Baiana, movimento de independencia que tinha , entre outros ideais, a abolição da escravatura, em1798.Todos que participaram do movimentos, que reunia, intelectuais, pessoas do povo (daí também chamar-se Guerra dos Alafaiates) morreram ou sofreram retaliações.A idéia era implantar uma República, que se chamaria República Bahiense.Os familiares dos participantes trocaram seus respectivos sobrenomes pelo sobrenome Bahiense.O da minha família era Contreras Martins, transformou-se em Martins Bahiense.

    • RONILSONCESARMAPELI@GMAIL.COM CÉSAR MAPELI says:

      Olá ,mim chamo Ronilson ,embora não tendo herdado o sobre nome tenho orgulho pois sou neto de Edith Nunes Bahiense ,uma mulher de fibra ,com muita honra e coragem estaria com 94 anos se viva estivesse, caso alguém tenha ouvido falar dela deixe um ok ,pergunte ao seus avós, Abraço a todos!

Deixe um comentário