Família Bacellar ou Bacelar

Confira abaixo algumas curiosidades, história de origem e modelo de brasão da família Bacelar. Este é um sobrenome pouco conhecido no Brasil, mas não raro.

O sobrenome Bacellar, assim como tantos outros, não surgiu no Brasil, por uma simples razão de que o Brasil foi colonizado e habitado primeiramente por estrangeiros. Dessa forma, os sobrenomes vêm de outros países e acabam ganhando popularidade uma vez que os imigrantes fizeram do Brasil sua nova morada.

Origem da família Bacellar

Este é um sobrenome de origem portuguesa. Ele é classificado como um toponímico, por se tratar de uma história origem geográfica. Originalmente este indicou um lugar plantado de bacelos. A primeira pessoa a se distinguir por tal denominação residia em tal local e dele retirava seu sustento.

O primeiro indivíduo que se tem conhecimento e registro deste sobrenome é Martim Afonso Bacelar. Ele foi senhor da Torre de Bacelar, na freguesia do Cerdal, termo da Valença, da província do Minho. Ele de fato tinha relação com o fruto que deu origem a toda a história.

Posteriormente, a família foi reconhecida pela realeza e recebeu seu brasão das armas, fazendo assim com que este sobrenome tivesse sua tradição e fosse espalhado entre os descendentes.

Curiosidades

Bacelo, nome que deu origem ao sobrenome, é um fruto muito parecido com uva. Em fotos, é possível até mesmo confundir as duas frutas.

Variantes do sobrenome Bacellar

Das variantes encontradas para este sobrenome podemos destacar as outras duas grafias: Bacel e Bacelar. Esta ultima citada costuma até mesmo ser mais popular do que a que estamos tratando, talvez por se tratar de uma forma mais simples de representar o sobrenome de mesma origem.

Brasão da Família Bacellar

O brasão da família Bacellar, na verdade, é pertencente à grafia Bacelar. Mesmo assim, deve-se reconhecer como o mesmo, supondo que os dois tem a mesma origem.

Ele é feito de ouro, com um bacelo de duas varas marrom como os galhos de uma árvore. Nos galhos têm-se as folhas de verdes, unidas na ponta e passadas em aspa. Quatro cachos de bacelo na cor púrpura, dois em cada vara, são encontrados também no escudo.

Alguns registros afirmam que o timbre do brasão possui um leopardo que sai do escudo, de ouro. Ele carrega na testa de uma parra de verde. No entanto, não foram encontradas imagens provando que este modelo realmente exista.



Este site lhe foi útil? Clique no G+1. É muito importante pra nós. Obrigado!
Compartilhe com seus amigos...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Um comentário

  1. jose cezar de azevedo says:

    gostaria de saber a genelogia ancestrais nome salvador barcelar de azevedo, seria de portugal

Deixe um comentário