Família Angelin

Confira a seguir as prováveis origens, as curiosidades, as variantes e o brasão da Família Angelin.

O sobrenome Angelin, assim como tantos outros, não surgiu no Brasil, por uma simples razão de que o Brasil foi colonizado e habitado primeiramente por estrangeiros. Dessa forma, os sobrenomes vêm de outros países e acabam ganhando popularidade uma vez que os imigrantes fizeram do Brasil sua nova morada.

Origem da Família Angelin

O sobrenome Angelin surgiu na Europa no período Medieval. Provavelmente sofreu influência do nome grego “Angelos” que era “um mensageiro divino de Deus”. Dessa forma, os lugares religiosos da época eram conhecidos por esse nome.

Outra provável hipótese é que esse sobrenome tenha sido um apelido dado a uma pessoa com o rosto angelical. Por ficar conhecida por sua característica, transformou esse adjetivo em sobrenome e repassou a seus descendentes.

Angelin também pode ser considerado um sobrenome toponímico. Esta origem se deve ao fato de existir uma árvore gigante chamada Angelin que é utilizada na construção civil e para outros fins econômicos.

Na época do surgimento desse nome a igreja Católica exercia muita influência sobre a vida das pessoas. Dessa forma, algumas pessoas passaram a ter sobrenomes de cunho religioso com o intuito de abençoar suas famílias.

Curiosidades

Os descendentes do sobrenome Angelin que vieram ao Brasil eram jesuítas e tinham a missão de catequizar os índios. Esses jesuítas eram etnocêntricos e tomavam como base seus valores culturais para mudar a cultura de outros povos.

Impuseram aos índios a religião católica como sendo a única maneira que poderia salva-los do inferno. Os jesuítas fundaram escolas e igrejas com o fruto do trabalho dos indígenas. Nesse contexto, a maioria das famílias brasileiras que possuem o sobrenome Angelin descende dos Jesuítas e outras dos imigrantes que vieram colonizar o Brasil.

Variantes do Sobrenome Angelin

As variantes mais encontradas do sobrenome Angelin são: Angolini, Angelucci, Angelotti, Angelantoni, Angeluto e Angeli. No Brasil, há registros do sobrenome com “m” e “n” no final.

Brasão da Família Angelin

No brasão da Família Angelin o escudo tem um formato arredondado nas laterais inferiores e uma ponta no centro. Comparado a outros brasões, este tem uma forma mais simples, sendo representado por listras cinza e branca e na parte superior e o desenho de um leão.



Este site lhe foi útil? Clique no G+1. É muito importante pra nós. Obrigado!
Compartilhe com seus amigos...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

2 Comentários

  1. Carlos Angelim says:

    A Família Angelim, em Salgueiro PE, tem como um dos Membros mais Destacados, Joaquim Pereira Angelim, eleito Prefeito nos anos vinte, Construiu, entre outras obras, uma Ponte de Madeira sobre o Riacho que passa no Centro, chamado Riachinho, que permaneceu em pleno uso até a década de sessenta, quando foi substituída por uma Ponte de Concreto. Filho de Antonio Pereira Angelim, Intelectual que assumiu diversos Cargos de destaque na Cidade, como: Professor, Delegado, Juiz e até Prefeito. Construiu a Primeira Igreja Católica em alvenaria, bem como a Primeira Casa de acolhimento de pessoas carentes, a Casa de São Vicente de Paula, popularmente conhecida como Casa dos Pobres, que ainda hoje funciona com a participação e colaboração da Sociedade Salgueirense ! Tanto a Igreja como a Casa, também chamada de Casa de São Vicente, vieram s ser Reformadas pelo Católico Fervoroso, Joaquim Angelim, Conhecido como Coronel Angelim, alcunha que demonstrava o respeito dos seus contemporâneos !! A Igreja, hoje Sede da Diocese de Salgueiro, continua como ficou após a Reforma dos anos quarenta. Além de várias outras ações de importância para toda comunidade local, o Coronel Angelim doou o terreno onde foi construído, aquela que veio a ser considerada a melhor Escola Primária, o Grupo Escolar Professor Manuel Leite !!! A devoção do Católico Antonio Pereira Angelim, por Nossa Senhora era tanta, que passou a ser chamado Antonio Angelim de Maria !!! Carlos Angelim, neto de Joaquim Pereira Angelim !!!

  2. Cristiano Angelim says:

    A maioria dos que primeiro vieram ao Brasil com esse sobrenome eram religiosos que vieram com a missão de catequizar índios e negros da colonia.
    A família Ângelo descende desse ramo dos Angelim, referente ao seu diminutivo ou .à criança comparada a um anjinho. No sul do Brasil, especialmente, nas regiões de missões também apareceram os Angeloni ou Ângelos, em Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul que se relacionam com os Dal Bosco. No Brasil, destacaram-se religiosos de diferentes ordens que vieram desde o periodo das capitanias para catequizar os índios, os nomes dos Angelins vincula-se sempre à religião católica, em alusão à enviado por anjos, os anjos que vão dar alma ou passaporte de ?gente? para os índios.
    Esse Angelim aparece também como nome e tem grande importância em vários estados do Brasil, principalmente no sul, onde se radicaram os descendentes de italianos, com variações como Ângelo, Angeloni e Angelin. Já no norte e nordeste e nas regiões onde predominou um grande número de missões, Angelim passou a ser sobrenome, uns por causa da árvore desse nome, outros por ser dessa família. Há Angelim no Rio Grande do Sul, no Paraná e em Santa Catarina; no nordeste, os Angelins aparecem no Ceará, na Paraiba, na Bahia, em Pernambuco, no Piauí, no Maranhão, e no norte, principalmente no Acre, na Amazônia e no Pará. Neste último, com destaque o nome de Eduardo Angelim que saiu do Ceará e participou ativamente da Guerra dos cabanos em Belém e interior daquele estado.
    Em Pernambuco existe uma cidade, na região de Garanhuns, denominada Angelim, devido à existência da árvore do mesmo nome.Também no Maranhão há uma cidade com esse nome, além de bairros e nomes de ruas no Piauí e no sul. Além das famílias que existem com esse nome, nessas regiões, onde também costuma nascer a árvore denominada Angelim.
    No município de Parnamirim, em Pernmabuco, foi destaque o nome de Raimundo Batista Angelim, que além de ter sido prefeito do município, seus familiares participaram ativamente no passado e ainda participam de algum modo do desenvolvimento da cidade, entre eles, seu filho, Plácido de Aquino Angelim, dentista que também foi prefeito e seguiu carreira na política.
    Quanto ao sobrenome Ângelo, considerado variação de Angelim, também aparece entre os formadores do município, como exemplo, há nomes como os de Antonio Ângelo de Carvalho e de Dezinho Ângelo, da família do atual prefeito Ferdinando de Carvalho, cuja ascendência mescla origens do espanhol e do italiano ao português, sobrenomes até hoje existentes, originários de regiões próximas na Europa, alcançando territórios dessas regiões.

Deixe um comentário